Como ser uma boa vendedora interna e arrebentar nas metas todo mês

5 de novembro de 2018 | Dicas, Lojistas
Como-ser-uma-boa-vendedora-interna-e-arrebentar-nas-metas-todo-mês

Em uma loja de roupas, a experiência de compra dos clientes tem sido amplamente valorizada. Afinal de contas, nada melhor do que aprender como ser uma boa vendedora interna para alinhar os seus produtos às necessidades e objetivos de cada consumidor, certo?

A questão é: o que o vendedor interno pode fazer — em um trabalho conjunto com a gestão — para qualificar-se e arrebentar nas metas propostas mensalmente?

É exatamente o que vamos explorar ao longo deste artigo! Inspire-se nas nossas dicas, e confira como ser uma boa vendedora interna gerar ainda mais valor ao seu atendimento!

Crie um processo de vendas bem definido

Ao saber quem é o seu público-alvo e como ele se comporta, ao longo de toda a sua jornada de compra, o vendedor aprende a criar um processo muito bem definido.

Assim, ao saber como ser uma boa vendedora interna, ela aprende a diagnosticar, rapidamente, em que etapa dessa jornada um consumidor em potencial se encontra ao entrar na loja de roupas. Algo que facilita, posteriormente, na abordagem, na argumentação e nas indicações de produtos.

Entenda as motivações do seu público-alvo

Um complemento ao tópico anterior: entenda quem é o seu público. Um bom vendedor interno compreende quais são os desafios, objetivos e necessidades dos clientes.

Entenda as motivações do seu público-alvo

Como resultado, cada abordagem se torna mais qualitativa, alinhada a esse perfil para que a identificação seja imediata, bem como o aprofundamento dessa relação — algo muito valorizado para a fidelização de clientes, por exemplo.

Conheça o seu produto

Agora que você já entendeu quem é o seu cliente é hora de aprender como as peças de roupas podem ser aplicadas a essas necessidades e objetivos.

Vá a fundo nos diferenciais das marcas com as quais você trabalha, analise bem o histórico de cada loja e use os pontos positivos de cada uma delas nos seus argumentos.

Saber como ser uma boa vendedora interna faz com que você tenha todos esses dados na ponta da língua e sabe, previamente, como dissociar as resistências do comprador e enaltecer os pontos positivos de suas peças de roupas. Jogue isso em seu benefício.

Demonstre empatia e agilidade

Uma boa experiência de compra é:

  • solícita;
  • ágil;
  • empática;
  • personalizada.

Por meio dessas qualidades é possível construir um atendimento ao cliente impecável. Para tanto, conheça o fluxo de vendas, na sua loja, monte o seu processo logístico e ouça (muito) os seus clientes a fim de oferecer soluções pontuais, mas assertivas.

Isso reduz o tempo de atendimento e gera uma satisfação imediata no seu público-alvo.

Aprender como ser uma boa vendedora interna significa ter honestidade

Um atendimento honesto é, em grande parte, toda a persuasão que um atendimento necessita. Do contrário, o consumidor se sente ludibriado e, dificilmente, vai retornar para fazer um novo negócio em sua loja de roupas.

Aprenda como valorizar o cliente e o caimento das roupas. Não precisa mentir: basta saber alinhar, rapidamente, as suas soluções à demanda de cada um dos seus consumidores.

Ouça mais

Ao aprender como ser uma boa vendedora interna, muitos acham que já têm o discurso definitivo na ponta da língua. Mas isso não existe. Afinal de contas, estamos falando de um modelo de atendimento personalizado — exclusivo para cada cliente.

Com isso, é importante que você ouça, atentamente, e pergunte às pessoas o que elas estão em busca, quais são os problemas que elas enfrentam ao adquirir um produto similar aos seus e, os objetivos dela.

Com base nas respostas, você consegue compor um atendimento ímpar: veloz, personalizado e eficiente. E, como vimos, são os pilares para os profissionais que desejam saber como ser uma boa vendedora interna.

Atualize-se constantemente

Por fim, uma dica fundamental para quem deseja aprender como ser uma boa vendedora interna: a reciclagem incessante de conhecimentos.

Comece aprimorando-se internamente por meio de novas técnicas de vendas e atendimento, de novas tecnologias aplicáveis no seu mercado de atuação e em novas habilidades.

Em seguida, trabalhe com as atualizações do mercado, as tendências do setor e, por fim, a procura do seu público-alvo.

Quando se tem essas respostas antecipadamente, o seu atendimento é muito mais valioso e com potencial para suprir a demanda gerada pelos seus clientes e consumidores em potencial.

Quer mais uma dica final para alinhar tudo o que vimos aqui sobre como ser uma boa vendedora interna? Então, confira também nosso artigo com dicas essenciais para você descobrir como vender mais expondo as suas roupas!

Baixe nosso e-book gratuitamente e saiba como montar uma loja de roupas de sucesso!

Deixe um comentário


9 + 8 =


*Preencha o campo corretamente