Entenda e adote a moda Slow Fashion

2 de abril de 2018 | Tendências
Entenda-e-adote-a-moda-Slow-Fashion

A pressa do mundo moderno já há alguns anos desencadeou uma onda inversa. Baseado no conceito de qualidade de vida e em contraponto ao fast food, por exemplo, nasceu slow food. Alimentos preparados de forma criteriosa, com ingredientes muito bem selecionados e saudáveis. Nessa busca de reconexão do homem com a natureza e a sustentabilidade nasceu também o Slow Fashion.

Baseada na mesma premissa, essa “nova” forma de fazer moda descarta a produção irresponsável e o lucro abusivo em detrimento aos custos sociais da produção. Descubra por que o Slow Fashion está humanizando o mercado da moda e como colaborar.

Slow Fashion: processo revolucionário no mundo contemporâneo

A origem do Slow Fashion gera controvérsias. Enquanto uns apontam para a educadora e professora inglesa de design sustentável Kate Fletcher, em 2008, outros creditam à também inglesa e escritora de moda Angela Murrills, em 2004 a autoria do termo.

download - Entenda e adote a moda Slow Fashion

No entanto, independentemente de sua origem, o Slow Fashion surge como um processo revolucionário de resgate da consciência ética. Ao invés da produção em massa, ele incentiva a tomada de tempo para garantir produção de qualidade.

Troca de valores é a base do conceito

Assim, em vez do consumo exacerbado, o consumo consciente. A troca da mão de obra explorada pelo aproveitamento dos recursos locais. Preços reais com custos sociais e ecológicos incorporados. Designs clássicos e atemporais em vez de apenas modismos de estação.

É a valorização da diversidade em oposição à homogeneidade, à padronização. No Slow Fashion há menos intermediações entre produtor consumidor final, incentivando uma relação mais direta e sincera. Mais transparente. O consumidor sabe o que está comprando e como foi produzido.

Por que implantar o Slow Fahion?

Ao desafiar a produção em massa, homogênea, o Slow Fashion confere diversos diferenciais à marca. A confecção do vestuário leva em conta aspectos integrais, não apenas a aparência. Com isso, além de ganhar em qualidade das peças, a moda se torna mais democrática.

SLOW FAHION CONFECÇÃO - Entenda e adote a moda Slow Fashion

Melhor qualidade da matéria-prima e design atemporal aumentam o tempo de uso das roupas. A marca ganha a confiança do cliente, o cliente sente-se seguro ao adquirir o produto.

Por outro lado, ao valorizar a transparência e o respeito entre os profissionais de produção, há uma construção de relacionamentos. Na linha de produção, a equipe se torna mais dedicada. Os profissionais ganham salários justos, estão entre seus pares, são respeitados.

Da mesma forma, o preço das peças reflete o custo real da produção. Ele engloba os salários mais justos e ações de sustentabilidade. A longevidade funcional e o caimento das roupas compensa o valor final um pouco mais elevado. Essa relação de confiança se estende como uma rede, entre criadores e consumidores – e gera a fidelização.

Slow Fashion: uma escolha inteligente

A moda globalizada é praticamente imposta por padrões internacionais – rapidamente substituídos por outros. Assim, o consumo irresponsável gera lucros abusivo para produtores – e desperdícios para consumidores. No “menos é mais” do Slow Fashion, a moda deve ser escolha, identidade.

Essa desaceleração de vontades para que o consumidor se atente às suas verdadeiras necessidades é uma escolha inteligente. Ao optar por marcas que verdadeiramente prezam pela relação de respeito ao consumidor e ao meio ambiente, o cliente ganha duplamente. No bolso e no guarda-roupa, que se torna um local com muito mais possibilidades.

Usando tendências na Slow Fashion

Na Slow Fashion, você descobre e mostra que a moda que vem devagar é muito mais bonita, prazerosa. E é, claro, que é possível usar todas as tendências, só que com muito mais personalidade. Bastam algumas dicas de styling sobre como usar e recombinar peças e acessórios para criar looks incríveis.

brix jeans 2018 - Entenda e adote a moda Slow Fashion

Pode ser uma barra dobrada na calça jeans, uma forma diferente de usar a jaqueta com vestido jeans. Em poucos minutos o cliente está pronto para encarar qualquer ocasião – e com aquela peça na qual se sente tão bem.

Mostrar ao cliente que ele terá uma peça atemporal que o atenderá por muito mais tempo é essencial. Isso não significa que ele nunca mais vai comprar uma roupa nova, muito pelo contrário. Nem todo relacionamento é para sempre e nem toda roupa precisa ser usada eternamente. O importante é saber dosar seus limites e ter consciência do que está consumindo. Isso, sim, é qualidade de vida. Isso sim é ser fashion.

Agora que você já sabe tudo sobre Slow Fashion, veja como manter uma loja organizada na troca de coleção e orientar seus clientes!

conheça loja virtual b2b - Entenda e adote a moda Slow Fashion

Deixe um comentário


7 + 1 =


*Preencha o campo corretamente